quinta-feira, 4 de novembro de 2010

1 + 1 = 3... 4... * Nasce uma família*

Eram dois, passam a três ou quatro...

A chegada de um filho muda a vida do casal, que deste modo se torna Mãe e Pai.


É uma mudança que traz novas responsabilidades, vivências mas também crescimento e amadurecimento. Alguns pais sentem o nascimento do bebé como uma dádiva divina!

A gravidez é um período muito rico em experiências. No corpo da mulher acontecem inúmeras alterações físicas, que acarretam novas e diferentes vivências psicológicas.

Como se sente a mãe durante a gravidez? Que emoções, ansiedades, medos e alterações acontecem na transição de filha para mãe?

Assim é o dia a dia de partilha de todo um maravilhoso mundo que envolve uma mulher grávida e uma jovem mãe e um jovem pai.

De quem partilha instantes de solidão, de emoção:
"Peguei nele! Todo viscoso e tirei-o de mim com o esforço humedecido pela emoção."

Assim guardo na minha memória uma galeria de quadros apanhados assim, ao abrir a porta de uma sala, impregnados do cheiro do leite, das fraldas e do cheirinho a bebé. Aquela mulher madura, de pele muito branca, que dava a mama ao seu bebé. E também aquela muito jovem adolescente que mal tinha deixado de brincar com bonecas: vi nela uma criança que se interroga sobre como pegar noutra criança. E aquela outra com três berços no quarto, ao cabo de tantos anos de esterilidade. Inquietava-me quanta responsabilidade... e quando me perguntou: "Posso dar de mamar?"

Enfim, queridas mães, bebés, pais, amigos e minhas queridas filhas Patrícia, Catarina e Susana eis a galeria do meu dia a dia.

Obrigado e Bem Haja.
Cristina Flores

9 comentários:

Marília disse...

Um texto lindo e carregado de emoção :)

Ana disse...

Nós é que agradecemos, enfermeira Cristina, o que nos proporciona nestes meses tão importantes da nossa vida, o seu tempo que parece não ter fim, a sua atenção, boa disposição. Um grande bem haja!

Sonia Rochette disse...

Concordo a 100% com a Ana, nós é que agradecemos, pelo seu tempo e por todo o carinho, Enfermeira Cristina. Em tão pouco tempo de "curso" é inexplicável a vontade de ir para os Francisquinhos.
Muito obrigada por tudo.
Sónia Rochette

Xoaninha disse...

Concordo completamente com os comentários anteriores. Estes meses foram fantásticos e essenciais para nos tornarmos pais mais tranquilos e seguros do que fazemos. Muito obrigada por tudo :-)

Rosa Lorente disse...

Aprender a ser mae, no dia a dia, é uma tarefa apaixonante. Para aquelas que somos maes pela primeira vez, o facto de têr uma pessoa amiga ao nosso lado é muito reconfortante. Já nao falamos de nós em primeira pessoa, estamos a falar da nossa filha o do nosso filho, que é aquela pessoa pequenina que passámos a querer mais do que a nossa própia vida.

Muchas gracias Cristina por tu dedicación completa.
Rosa... la sevillana.

Marta Valente disse...

A Enf Cristina dá-nos a segurança de saber que temos alguém à distância de um telefonema para responder às nossas mil perguntas e sossegar as angústias próprias de um casal que se encontra, de repente, responsável por um bebé totalmente dependente de nós.

Por isso, muito obrigada!

Carla disse...

Super Dedicada
Super Profissional
Super Desprendida
Super Carinhosa
Super Sem Preconceito
Super Respeitadora
Super Respeitada
Super Alegre
Super Tolerante
Super Optimista
Super Enfermeira
Super Mãe

Uma grande altruísta esta Super Mulher!

Qualquer tipo de agradecimento nunca será suficiente para lhe mostrarmos a nossa gratidão, no entanto nunca será demais dizer, de coração, um simples, "muito obrigada!!"
Terá sempre um cantinho especial no coração desta família que iniciámos ;-)

Muitos beijinhos
Carla, Ricardo e Vicente XL :-D

Inês B. Queiroz disse...

Ser mãe foi (é) a experiência mais intensa, maravilhosa e fascinante, que já vivi! E a Enf.Cristina, Os Francisquinhos, as pessoas novas que conheci, fazem parte integrante desta experiência!
É sempre óptimo o tempo que lá passo! Antes do Vasco nascer, pelas coisas novas que aprendi e depois do nascimento, por todas as dúvidas que tirei (e ainda tiro) e pelo apoio e ajuda que nos é dado ( Cristina: as minhas maminhas – e o Vasco, que continua um verdadeiro leitão(!), estão-lhe eternamente agradecidas pelo “tratamento” que lhes deu naqueles que foram os dias mais complicados a seguir ao parto!).
E amanhã aí estarei para a árdua ginástica (farto-me de transpirar)!...
Muitos beijinhos,
Ines

Joana de La Peña disse...

Bom, a fasquia dos comentários já vai alta mas não podia deixar de de me manifestar!
De facto, a ida da nossa família para os Francisquinhos foi uma decisão que se veio a revelar deveras importante e frutífera! Hoje olhamos para trás e vemos que não poderia ter havido escolha mais acertada.
Por tudo o que já aqui foi dito quanto à segurança, calma e amor que nos são transmitidos, mas sobretudo pela pessoa ESPECIAL que é a Enfª C(onhecedora)R(isonha)I(ncansável)S(olidária)T(ac tac tac)I(nfalível)N(atural)A(atenta)é!
Toda esta experiência fantástica ganhou uma cor extraordinária!
Por tudo isto, MUITO OBRIGADA!!!