domingo, 3 de fevereiro de 2008

Custou mas foi...


Eu sou o Duarte Branco e tenho 3 dias, nasci no dia 31 de Janeiro às 18.17h, no São Francisco Xavier e pesava 2,630 kg.

Como a minha mãe Susana diz que não está com cabeça para escrever e o meu papá Vasco está ocupado a fazer massagens de mamas, sou eu que descrevo o que aconteceu (ainda me lembro como se tivesse sido há 3 dias).

No dia 31 já eu estava prontinho para sair, a minha mãe e eu fomos tocados por volta das 11 da manhã e fomos de seguida para sala de partos, a minha mãe estava com 3 dedos de dilatação e eu já estava à porta.
Até às 16h e 4 dedos de dilatação tudo correu lindamente. Tac Tac Tac, respirar correctamente, tudo mole tudo relaxado.

Com as dores veio a desordem total.

Infelizmente o anestesista estava ausente devido a uma urgência e não pôde dar a tão desejada epidural à minha mãe. Por mais que o meu papá dissesse “tudo mole, tudo relaxado” foi impossível a minha mãe manter a calma e seguir as sábias instruções da Enfermeira Cristina.

Por volta das 18h cansados de gritar e de esperar pelo anestesista e pela epidural resolvemos acelerar o parto, de repente a mamã passou dos 4 dedos de dilatação para os 10, fez três vezes força e eu saí cá para fora !
Estaremos (eu, a mamã e o papá) eternamente gratos à Enfermeira Cristina por todo o apoio e ensinamentos dados (a “pega de cabeça” é óptima) :)

E também agradecer às amigas de barriga por tudo o que partilhámos e ainda vamos partilhar .

PS. Graças à Enfermeira Cristina a minha mãe tem uma nova melhor amiga, chama-se bóia :)

1 comentário: